HomeCinemaCRÍTICA | ‘Melancolia’ é um retrato do niilismo de Von Trier

CRÍTICA | ‘Melancolia’ é um retrato do niilismo de Von Trier

O cineasta dinamarquês Lars Von Trier, com seu niilismo inerente, apresenta-nos o fim do mundo em Melancolia. O filme perpassa a idéia do encontro inevitável com o abismo dentro de nós mesmos. Afinal, parece que a humanidade marcha entorpecida para seu destino final.

Num prelúdio, Von Trier exibe o que estar por vir para logo depois nos colocar no festejo do casamento de Justine, vivida pela premiada em Cannes Kirsten Dunst, que contou com sua irmã Claire (Charlotte Gainsbourg) encabeçando o staff de sua festa. Em meio ao banquete, com discursos falsos e sinceros demais sobre a noiva, pessoas sem noção e a dança dos noivos, começamos a ver o ruir das relações humanas. Aqueles que não lançam mão de algo pra amortecer o vazio existencial, encaram-no de forma dura, disseminando sua visão de forma desagradável aos demais. É o caso da mãe da noiva.

A primeira parte do longa é dedicada a Justine, mostrando aos poucos que ela é tanto infeliz no trabalho como em suas relações interpessoais. A felicidade mostrada no início vai sendo paulatinamente desmontada aos olhos do espectador. Os sorrisos vão se desmanchando. As pessoas encarando a realidade dura daqueles que não conseguem lidar com o peso de sua existência. Ao final, vê-se a demolição das crenças convencionais de que o casamento, o sucesso profissional e financeiro possa sustentar qualquer tipo de estabilidade, seja pessoal ou coletiva.

Na parte dois, o diretor vai tratar da destruição da Terra diante do iminente choque contra outro planeta, Melancolia, que ficou atrás do sol escondido até o momento de fazer a sua “dança da morte”. Nesse momento, Justine deixa claro que não faz da vida matéria prima para se viver bem. Imersa em depressão, já não vê qualquer sentido ou utilidade em sua existência, e assim segue sem se importar com o fim próximo do mundo. Já Claire não consegue lidar com o fato de que tudo se acabará de uma hora pra outra. Como não poder ver seu filho pequeno crescer?

Fato é que, de uma forma ou de outra, as coisas iriam se desmoronar. A serenidade de Justine diante do fatídico só refletia aquilo que já estava vivendo: seu mundo se acabando pouco a pouco.

Destaque para a fotografia do chileno Manuel Alberto Claro e os efeitos visuais de Peter Hjorth, que fizeram uma produção esteticamente magnífica. A dupla de protagonistas Dunst e Gainsbourg fez um trabalho esplendoroso. Melancolia é mais um filme em que Von Trier traz à tona um retrato nítido de sua visão niilista.

::: TRAILER

::: FICHA TÉCNICA

Nome: Melancolia
Nome Original: Melancholia
Cor filmagem: Colorida
Origem: Dinamarca
Ano de produção: 2011
Gênero: Drama
Duração: 130 min
Classificação: 14 anos
Direção: Lars von Trier
Elenco: Kirsten Dunst, Charlotte Gainsbourg, Kiefer Sutherland, Charlotte Rampling, John Hurt, Stellan Skarsgard, Rudolf Klein-Rogge, Udo Kier

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

Balzaquiana, bípede, bímano, baixista, boba, bruta, bukowskiana, bacante, bagunçada, beata, biruta.