CRÍTICA | ‘Monster Trucks’ é passatempo para crianças

Monster Trucks é o primeiro live-action do diretor Chris Wedge (A Era do Gelo), onde o cineasta tenta cansativamente fazer o público rir, beirando o fracasso. Com piadas ruins, quase clichês, a película acaba sendo voltada para o público infantil, pois o mínimo entendimento faz com que o filme se torne chato.

A sinopse do longa gira basicamente em torno de um acidente envolvendo uma petrolífera, no qual três criaturas pré-históricas não conhecidas pelos seres humanos saem do habitat natural. O diretor da empresa, Reece Tenneson (Rob Lowe), preocupado com que embarguem os projetos devido ao descumprimento de leis ambientais, deseja matar as criaturas, a fim de esconder o ocorrido. No entanto, uma das criaturas se torna amiga de um jovem chamado Tripp (Lucas Till), que tentará protegê-la a qualquer custo.

No decorrer dessa amizade exótica, Tripp apelida a criatura de Creech, o personagem mais fofo de todo o longa, o que passa a maior conexão, mesmo que não fale o filme inteiro. Tripp descobre que Creech se alimenta de óleo e outros combustíveis fósseis, além de possuir tentáculos energizados. Com isso, Creech se torna o motor de um Monster Truck (um tipo de caminhonete gigante, feita para competições, construída com peças de carros sucateados) que o próprio Tripp construiu. E com a ajuda de Meredith (Jane Levy) e Jim Dowd (Thomas Lennon), Tripp terá de fugir das emboscadas do empresário Reece para salvar seu amigo inesperado e as outras criaturas.

Sendo assim, recheado de clichês, Monster Trucks não promete uma grande experiência audiovisual, apesar de ter bons efeitos especiais e um elenco razoável. Torna-se, então, um bom entretenimento para crianças e para quem só quer assistir um filme para distrair a cabeça.

Monster Trucks estreia na quinta-feira, dia 23 de fevereiro.

TRAILER:

FICHA TÉCNICA:

Título original: Monster Trucks
Direção: Chris Wedge
Elenco: Jane Levy, Rob Lowe, Barry Pepper
3D
Distribuição: Paramount Pictures
Data de estreia: qui, 23/02/17
País: Estados Unidos
Gênero: ação
Ano de produção: 2015
Duração: 122 minutos
Classificação: Livre
Observação: Vozes (versão EUA) de Jane Levy, Lucas Till

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

Carioca, capricorniana e estudante de Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, funcionária na área de exibição da empresa Globosat Programadora. Hobby: assistir a filmes e séries, ler bons livros e ouvir mpb e rock.