Crítica | ‘Os Smurfs e a Vila Perdida’ surpreende com filme totalmente animado

Em sua terceira aventura nos cinemas, Os Smurfs, desta vez, surgem em um filme totalmente animado, diferente dos dois anteriores nos quais misturavam atores reais com animação. O longa estreia nessa quinta-feira (6) e o resultado não poderia ter sido melhor.

Os Smurfs e a Vila Perdida (Smurfs: The Lost Village) consegue viajar mais alto do que seus antecessores justamente por conta dele ser todo em animação, algo que ficava um pouco limitado por conta dos atores/realismo/verba dos anteriores. Agora, com essa terceira aventura, conseguem criar um visual extremamente deslumbrante.

Na história, os smurfs vivem em perfeita harmonia em sua vila, cada um com a sua habilidade e/ou vocação. Existem cantores, pintores, comilões, aventureiros, fofoqueiros, maldosos e por aí vai… Porém, a Smurfete não se encaixa em nenhuma dessas habilidades e, ainda por cima, é a única menina na vila, sentindo-se totalmente deslocada. Até que ela encontra uma criaturinha na floresta, decide ir atrás para descobrir e, posteriormente, avisar que o temido vilão Gargamel está atrás da vila.

O roteiro é bem fraquinho e é o ponto negativo de todo o longa. Eles reutilizam muitos plots dos filmes anteriores como desculpa/justificativa para este, causando um pequeno desgaste, como se já tivéssemos assistindo àquela história. O deslocamento da Smurfete reflete no fato dela não ser um smurf real e sim uma criação do Gargamel feita de massinha. Os roteiristas reutilizam essa mesma história, chegando em forma de preguiça para este terceiro filme. No entanto, isso não compromete a boa diversão e aventura que Os Smurfs e a Vila Perdida proporciona.

Todas as cenas e aventura, desde a mais básica com eles brincando numa espécie de rampa até eles fugindo das garras de Gargamel, são magnificas e belíssimas, principalmente a sequência em que eles atravessam o rio. Esse take possui uma criatividade e originalidade que poucas vezes vi numa animação. É maravilhoso para os nossos olhos, proporcionando-nos uma experiência incrível.

Os personagens são extremamente carismáticos! Ficamos apaixonados pelo Desastrado, pelo Gênio e pelo Robusto (os que acompanhamos na viagem). A Smurfete é lindíssima e apresenta um crescimento muito significativo no longa, o que não houve nos dois anteriores.

A descoberta do que possui na Vila Perdida e o desfecho da animação são lindíssimos, chegando a emocionar de tão belo e delicado. Eles retrataram em um desenho tudo o que ocorre. Muito bom! Já o 3D é completamente desnecessário, sendo bem utilizado pouquíssimas vezes. Acredito que a versão 2D nos apresente um visual ainda melhor, uma vez que essa característica é o que mais se destaca entre os pontos positivos da obra.

TRAILER:

FOTOS:

FICHA TÉCNICA:

Título original: Smurfs: The lost village
Direção: Kelly Asbury
Elenco: vozes de Ariel Winter, Michelle Rodriguez, Joe Manganiello, Julia Roberts, Mandy Patinkin, Demi Lovato (no original); vozes de Ivete Sangalo e Rodrigo Lombardi
Distribuição: Sony
Data de estreia: qui, 06/04/17
País: Estados Unidos
Gênero: animação
Ano de produção: 2016
Classificação: livre
3D

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe