CRÍTICA | ‘Um Dia para Viver’ surpreende com cenas bem elaboradas e ótimas atuações – Blah Cultural

CRÍTICA | ‘Um Dia para Viver’ surpreende com cenas bem elaboradas e ótimas atuações

Imagina se você fosse um espião que faz de tudo para a sua empresa militar ultra-secreta e, após fracassar em uma missão, morresse com um segredo que estava guardado apenas com você. Emoção é o que não falta em Um Dia para Viver, um filme osso duro de roer!

Leia mais CRÍTICAS DE FILMES

Nesta ação, Travis Conrad (Ethan Hawke) é um soldado que aparentemente está tirando férias depois de vários anos fazendo de tudo para a Montanha Vermelha, aproveitando a companhia do sogro e divagando sobre a vida que teve. A esposa e o filho morreram em questão de 1 ano de diferença e, claro, Travis não estava presente, a vida dele era totalmente dedicada a cumprir missões e, por consequência, não sobrava tempo para a família.

No meio de suas férias, ele recebe a visita de um velho amigo de guerra, Paul Anderson (Jim Morrow), o mesmo chega com uma bela proposta para uma missão aparentemente simples, perto do que Travis já realizou, mas é aí que as coisas começam a ficar complicadas. Claro que ele aceita o trabalho e descobre que, apesar de fazer vários tipos de missões, não gosta quando existem crianças envolvidas, ou seja, tem uma conduta própria de regras.

Fique por dentro do MUNDO DO CINEMA

A missão corre bem, até que um deslize do nosso soldado lhe custa a própria vida para a Lin Bisset (Xu Qin), uma agente da Interpol muito habilidosa em que Travis se conecta, se é que me entendem. Mas Travis acorda, sim, mesmo depois de ter sido declarado morto em um contêiner, em uma mesa de operações. A partir daí, descobrimos que a Montanha Vermelha está brincando com algumas intervenções médicas perigosas para conseguir 24 horas de vida a mais para qualquer pessoa.

Para a desgraça do nosso soldado, eles somente querem saber onde está o homem que pode afundar a empresa com os dados que sabe. Porém, como consequência da sua “ressurreição”, ele tem lapsos de memória com a sua família, principalmente seu filho querido. Esses lapsos, em alguns momentos, prejudicam sua capacidade de raciocínio. Isso lhe custa alguns momentos cruciais na missão.

CURTA o BLAH! no FACEBOOK

É aí que as coisas começam a ficar tensas, como Lin possui um filho e no meio dessa confusão ele é sequestrado, Travis quer salvar a criança, pois ela tem a mesma idade que tinha o filho dele. Começa aí uma batalha dele para rever o filho sequestrado pela Montanha Vermelha com seu prazo de vida de 24 horas. Entre tiros e muitas cenas de ação, o enredo é muito fluido e realmente te prende, proporcionando aquela sensação de querer desvendar cada vez mais a história por trás do personagem. Um Dia para Viver é um longa com fortes emoções e dramas familiares bem explorados. A garantia de assistir e se surpreender bastante com as boas cenas e ótimas atuações é certa!

::: TRAILER

::: FOTOS

::: FICHA TÉCNICA

Título original: 24 hours to live
Direção: Brian Smrz
Elenco: Ethan Hawke, Rutger Hauer, Liam Cunningham
Distribuição: PlayArte
Data de estreia: qui, 07/06/18
País: Estados Unidos
Gênero: ação
Ano de produção: 2017
Classificação: 16 anos

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe