Filmes, séries e docs de diretoras disponíveis na Netflix

Segundo um estudo da Universidade de San Diego, apenas 17% dos diretores, roteiristas e produtores de Hollywood são mulheres. Há um longuíssimo caminho a ser percorrido ainda para que as mulheres alcancem uma visibilidade e reconhecimento do seu trabalho em vários setores como na indústria cinematográfica.

Mesmo assim, olhando aqui e ali se consegue achar títulos onde mulheres atuam como diretoras, roteiristas e produtoras.

Na Netflix é possível achar contribuições das mulheres ao mundo do cinema em gêneros diversos como documentário, ação, comédia e thrillers.

:::Veja abaixo uma lista de 20 destaques dirigidos por mulheres para assistir na plataforma

1. Precisamos Falar Sobre Kevin, dirigido por Lynne Ramsay

A história de uma mãe, interpretada por Tilda Swinton, que começa a perceber que existe algo muito sombrio e errado com um de seus filhos. Um relacionamento difícil desde a gravidez que pode ter um final trágico.

>>Clique e assista

2. Quero Ser Grande, dirigido por Penny Marshall

Clássico com Tom Hanks sobre um garoto de doze anos que se torna adulto magicamente, mantendo o seu lado infantil enquanto aprende que às vezes não vale a pena apressar as coisas.

>>Clique e assista

3. Marias, dirigido por Joana Mariani

Documentário que registra as celebrações da Virgem Maria em Brasil, Cuba, México, Peru e Nicarágua. O filme observa as semelhanças e as diferenças culturais, e ouvindo as mulheres e suas histórias sobre vida, fé e devoção.

>>Clique e assista

4. Orange is the New Black, criado por Jenji Kohan

Série aclamada de comédia e drama sobre uma garota de classe média que precisa se adaptar à nova realidade das penitenciárias. Um verdadeiro desfile de personagens femininos fortes, criativos, humanos e surpreendentes.

>>Clique e assista

5. Sense8, dirigido por Lilly e Lana Wachowski

Série que acompanha oito pessoas que têm suas mentes conectadas psiquicamente, e precisam aprender a trabalhar juntos entre conflitos externos e internos conforme se fundem mentalmente.

>>Clique e assista

6. Docinho da América, dirigido por Andrea Arnold

Vencedor do Prémio do Juri no Festival de Cannes 2016, acompanha uma garota adolescente que atravessa os EUA em um rompante de sexo, drogas e festas.

>>Clique e assista

7. Tempestade de Areia, dirigido por Elite Zexer

Concorrente israelita ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, traz um patriarca beduíno fica noivo de uma segunda mulher, criando conflitos com a primeira esposa.

>>Clique e assista

8. Janis: Little Girl Blue, dirigido por Amy Berg

A cantora Cat Power narra a trajetória de Janis Joplin ao estrelato do rock a partir de cartas que Joplin redigiu ao longo dos anos para sua família, amigos e colaboradores.

>>Clique e assista

9. Jéssica Jones, diretoras diversas

A aclamada série da heroína da Marvel já traz uma protagonista forte com uma história madura sobre abuso, mas as mulheres não foram as diretoras de todos os episódios da primeira temporada. Tudo isso vai alternar na segunda, que vai ter exclusivamente diretoras por trás das câmeras.

>>Clique e assista

10. Branquinha, dirigido por Elizabeth Wood

A história de uma universitária de Nova York que entra no submundo das drogas ao se relacionar com o traficante do bairro. Em posse de uma grande quantidade de cocaína, Leah tenta achar um jeito de libertá-lo.

>>Clique e assista

11. Divinas, dirigido por Houda Benyamina

A realidade do subúrbio pobre de Paris conforme Dounia sonha com uma vida de riqueza e sucesso. Por isso, tenta seguir os passos de uma respeitada traficante de drogas, com a ajuda da melhor amiga, Maimouna.

>>Clique e assista

12. Newtown, dirigido por Kim A. Snyder

Documentário sobre uma cidade que tenta se reeguer dois anos após o massacre em uma de suas escolas, no qual 20 crianças e 6 funcionários foram mortos por um jovem armado.

13. Hello, I am David, dirigido por Cosima Lange

A história do excêntrico e genial pianista David Helfgott, que inspirou o filme Shine. O prodígio australiano que passou 11 anos em instituições para doença mental embarca em uma jornada para experimentar visceralmente o mundo.

>>Clique e assista

14. Miss Sharon Jones!, dirigido por Barbara Kopple

Documentário sobre a cantora Sharon Jones pela diretora vencedora do Oscar Barbara Kopple. O longa acompanha a batalha contra o câncer da cantora, conforme ela se aproxima do lançamento de seu álbum Give The People What They Want.

>>Clique e assista

15. A Teacher, dirigido por Hannah Fidell

Uma professora do ensino médio, em Austin, Texas, tem um caso com um de seus alunos. Sua vida começa a despencar quando o relacionamento chega ao fim.

>>Clique e assista

16. She’s Beautiful When She’s Angry, dirigido por Mary Doe

Premiado documentário histórico sobre a trajetória do movimento feminista nos anos 1960, 1970 e 1980.

>>Clique e assista

17. CodeGirl, dirigido por Lesley Chilcott

Documentário acompanha iniciativas do mundo inteiro – inclusive no Brasil – para ensinar programação a meninas. O longa mostra as histórias de inclusão no mercado clube do bolinha da tecnologia.

>>Clique e assista

18. Chuck Norris vs. Communism, dirigido por Ilinca Calugareanu

Documentário sobre uma dubladora que passava pela “cortina de ferro” comunista da Romênia dos anos 1980 traduzindo milhares de filmes ocidentais, inclusive clássicos de ação do Chuck Norris.

>>Clique e assista

19. Tallulah, dirigido por Sian Heder

Protagonizado por Ellen Page, uma garota rapta um bebê e acaba iniciando uma historia de esperança e rebeldia.

>>Clique e assista

20. Minhas Mães e Meu Pai, dirigido por Lisa Cholodenko

Duas mulheres casadas criam na Califórnia seus filhos, um casal de jovens gerados por inseminação artificial. Até que eles vão atrás do pai biológico e criam um laço com ele.

>>Clique e assista

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

<p>Balzaquiana, bípede, bímano, baixista, boba, bruta, bukowskiana, bacante, bagunçada, beata, biruta.</p>