HomeMaisLiteraturaGalera Record lança “Império das tempestades”, quinto livro da série “Trono de Vidro”

Galera Record lança “Império das tempestades”, quinto livro da série “Trono de Vidro”

Quando começou a escrever “Trono de Vidro”, livro que abre a série de mesmo nome, Sarah J. Maas tinha apenas 16 anos. Naquela época, não poderia imaginar que viraria um fenômeno mundial, com mais de um milhão de exemplares vendidos e com um projeto de adaptação de sua obra para a TV.

Inspirado no conto da Cinderela, a história é protagonizada por uma assassina de aluguel que descobre sua verdadeira identidade e vai em busca de justiça, mesmo que, para isso, tenha que consegui-la com as próprias mãos (ou adagas).

Em “Império das tempestades”, a saga se encaminha para a reta final.  Antes de serem traídos pelo atual rei, os Galathynius governaram Terrasen por séculos, mas agora Aelin é a única herdeira da família. Após descobrir a sua ascendência feérica e lutar contra as forças ocultas que se espalharam pelo reino, a jovem está pronta para retomar o trono e libertar o seu povo.

Mas o caminho até lá é longo e sinuoso. Amigos serão perdidos, lealdades serão quebradas e alianças inesperadas surgirão. Aelin colocará a própria segurança em risco para proteger os seus. E a única salvação parece estar em uma relíquia enterrada nas ruínas de um velho pântano.

O quinto livro da saga foi dividido em duas partes e ambas chegam às livrarias em abril.

FICHA TÉCNICA

Trono de Vidro – Império das tempestades (Tomo I e Tomo II)
Sarah J. Maas

Páginas: 364

Preço: R$ 34,90

Tradução: Mariana Kohnert

Editora: Galera Record | Grupo Editorial Record

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

Leandro não é jornalista, não é formado em nada disso, aliás em nada! Seu conhecimento é breve e de forma autodidata. Sim, é complicado entender essa forma abismal e nada formal de se viver. Talvez seja esse estilo BYRON de ser, sem ter medo de ser feliz da forma mais romântica possível! Ser libriano com ascendente em peixes não é nada fácil meus amigos! Nunca foi...nunca será!