HomeMaisColunasBaú do BlahMel Blanc, o homem das mil vozes

Mel Blanc, o homem das mil vozes

Mel Blanc. Esse nome provavelmente não ‘toca nenhum sininho’ aí dentro da sua cabeça, mas com certeza ele fez parte da sua infância – principalmente se você tem mais de 40 anos de idade. Locutor, dublador, radialista, humorista, imitador e apresentador de TV, Blanc emprestou sua voz (ou melhor, suas vozes) aos personagens de cerca de 3.000 desenhos animados. Alguns deles você certamente curtiu quando criança e curte até hoje: Frajola, Patolino, Pica-Pau, Gaguinho, Piu-Piu e Pernalonga. Ele, aliás, criou vozes para 90% dos personagens da Warner Bros.

Melvin Jerome Blanc nasceu em São Francisco, Califórnia, no dia 30 de maio de 1908. Apaixonado por vozes e sotaques, começou a fazer imitações já aos 10 anos de idade. Estudou diversos instrumentos musicais quando ainda estava na escola. Em 1927, ele começou sua carreira no rádio, fazendo diversos personagens no programa “The Hoot Owl”, da emissora KGW. O sucesso foi tanto que em 1933, recém-casado com a única esposa, Estelle, Blanc mudou para a emissora KEX de Los Angeles para estrelar e co-apresentar um programa diário, o “Cobwebs and Nuts” com a mulher. Dois anos mais tarde ele já estava na NBC, como convidado regular do programa “The Jack Benny Show”, onde interpretava um monte de figuras criadas por ele mesmo.

Como o cinema entrou na vida de Mel Blanc? Em 1936, ele conheceu o produtor Leon Schlesinger, que estava desenvolvendo uma série de curtas-metragens de desenho animado para serem exibidos no cinema (claro, a TV ainda não existia) para a Warner Bros. Os animadores responsáveis pelos desenhos, Frank Tashlin, Bob Clampett, Fritz Freleng e o mito Tex Avery, amaram as vozes que Blanc sabia fazer, e o contrataram. O primeiro desenho animado com voz de Mel Blanc se chama “Picador Porky” e data de 1937; nele, Blanc interpreta um touro bêbado. O desenho era do Gaguinho, personagem que ele assumiu a partir de então, substituindo Joe Dougherty, o dublador original do porquinho famoso. Em outro desenho do Gaguinho, “Porky’s Duck Hunt”, Blanc ganhou papel duplo: o do personagem principal e o do Patolino, figura que fazia sua estréia naquela animação.

O maior sucesso veio em 1940, quando Mel Blanc fez pela primeira vez seu personagem mais famoso: ninguém menos que o Pernalonga, no desenho “A Wild Hare”. Foi Blanc, aliás, quem criou o célebre bordão do coelho atrevido e devorador de cenouras: “Que é que há, Velhinho?” (“What’s up, Doc?”). Sobre o charme de Pernalonga, Blanc declarou certa vez em uma entrevista: “Ele é um canalha, e é por isso que o público gosta tanto dele”.

Mas e a polêmica sobre quem fazia a voz do Pica-Pau? Era Mel Blanc ou não era? Bem, era e não era. Quando o cartunista Walter Lantz criou o Pica-Pau, em 1940, ainda como aquele pássaro doidão e esquisito (melhor fase dele, na minha opinião), adivinhem quem ele contratou para dar voz ao personagem? Mel Blanc, é claro. Mas a parceria Blanc-Lantz durou apenas três episódios, embora a inconfundível risada gravada por Blanc tenha continuado a ser utilizada nos desenhos seguintes, simplesmente porque Lantz não conseguiu encontrar outro dublador que conseguisse reproduzí-la. E contratou, para dublar o personagem, primeiro Ben Hardaway, um dos animadores (e que, aliás, também criou o Pernalonga), e mais tarde, Grace Stafford, esposa de Lantz. O resultado? Claro, problemas na justiça. Mel Blanc acabou processando Walter Lantz por uso indevido de sua voz.

Em 1946 ele fez sucesso no rádio novamente, aparecendo como coadjuvante em 15 programas diferentes, até ganhar seu próprio programa, “The Mel Blanc Show”, que durou apenas um ano (de 1946 a 1947). A esta altura, ele já havia aprendido a lição: proteger seus direitos como artista por meio de contratos, para que o incidente ocorrido com Walter Lantz não se repetisse.

Nos anos 60 e 70, Blanc trabalhou sem parar. Fez vozes para personagens de desenhos da Hanna Barbera, como Os Flintstones (Barney), Tom & Jerry (a voz de Tom e efeitos vocais), Os Jetsons (Sr. Spacely) e até A Pantera Cor-De-Rosa.

Um dos episódios mais bizarros da história de Mel Blanc (não, da história de Hollywood) aconteceu em janeiro de 1961, quando ele sofreu um acidente de carro que resultou em uma tripla fratura craniana. Blanc ficou em coma durante duas semanas, e os médicos tentavam, sem sucesso, se comunicar com ele chamando-o pelo nome. Certo dia, um médico teve uma ideia maluca: entrou no quarto do hospital onde o dublador estava ainda inconsciente e incomunicável, e disse: “Olá, Pernalonga, como está você hoje?”. Blanc respondeu, com a voz do coelho: “Eh, eh, estou bem, velhinho. E você, como está?”. Isso mesmo. Após cerca de 15 dias sem ter apresentado nenhum tipo de reação, finalmente Mel Blanc acordou do coma. Logo em seguida, o médico perguntou: “E você, Piu-Piu, também está aí?”. E ouviu o dublador responder, fazendo a vozinha do pássaro: “Eu acho que vi um gatinho…” Daí vem os boatos de que Mel Blanc teria múltipla personalidade, e de que esta seria a verdadeira razão do seu imenso talento. Seja como for, a vida do artista foi salva pelos seus personagens.

Mel Blanc viveu até os 81 anos, lúcido e em plena atividade. Seu último trabalho foi em 1989, em “Jetsons, O Filme”, lançado em 1990. Embora ele fumasse muito desde os 9 anos de idade (!!!), não largou os cigarros. Faleceu de doença arterial coronária naquele mesmo ano. Em seu túmulo, está inscrita a frase: “That’s All, Folks!” (“Por hoje é só, pessoal!”), que aparecia sempre no final de cada episódio dos desenhos da Warner. E infelizmente, foi só isso, mesmo. Jamais existirá outro Mel Blanc, pessoal.

FONTES:

http://www.animasan.com.br/o-homem-das-mil-vozes-conheca-mel-blanc-a-voz-do-pernalonga-e-de-muitos-outros-personagens/

http://www.nytimes.com/1989/07/11/obituaries/mel-blanc-who-provided-voices-for-3000-cartoons-is-dead-at-81.html

http://raopo.com.br/o-dia-em-que-os-personagens-de-desenho-salvaram-seu-dublador/

http://www.behindthevoiceactors.com/mel-blanc/

http://www.openculture.com/2013/05/the_strange_day_when_bugs_bunny_saved_the_life_of_mel_blanc.html

http://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Creator/MelBlanc

http://www.biography.com/people/mel-blanc-9214759

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe