HomeCênicasMusical “Milton Nascimento – Nada será como Antes” encerra temporada com apresentações gratuitas

Musical “Milton Nascimento – Nada será como Antes” encerra temporada com apresentações gratuitas

Musical de Charles Möeller & Claudio Botelho celebra os 50 anos de carreira do cantor e compositor

 

Nos últimos quatro anos, o musical “Milton Nascimento – Nada será como Antes” levou mais de 300 mil espectadores aos teatros brasileiros, em temporadas por cidades mineiras (Belo Horizonte, Ouro Preto, Uberlândia e Juiz de Fora), Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia e Curitiba.

O espetáculo terá um encerramento em grande estilo, com duas sessões gratuitas promovidas pela REDE em lugares bem especiais e ao ar livre: a Praça Mauá (3 de dezembro) e o Memorial da América Latina (10 de dezembro).

No palco, um grupo de treze artistas dá voz a temas fundamentais da música de Milton Nascimento, como amor, amizade, criação artística, negritude, brasilidade e solidão. “Não há uma divisão entre orquestra e atores: todos são uma única voz a serviço da brilhante obra musical de nosso homenageado”, explica Charles Möeller.

O cenário, de Rogério Falcão, remete a uma tradicional casa mineira e os figurinos, assinados por Charles Möeller, tem um ar de ‘roupa vivida’, como se tivessem saído de um antigo baú.

A simplicidade dá o tom: “Milton fala de temas fundamentais com um despojamento sem igual. É universal ao falar de Minas Gerais e do seu universo particular de amigos e artistas. A ideia central do musical é colocar os atores como se fizessem parte de um grupo antigo, uma espécie de ‘clube da esquina’ que ficou esquecido no interior”, resume Möeller.

O roteiro do musical se divide em quatro atos correspondentes às estações do ano. Enquanto composições que remetem a um solar imaginário interiorano (‘Bola de Meia, Bola de Gude’, ‘Aqui é o País do Futebol’) compõem o Verão, ‘A Cigarra’, ‘Um Girassol da Cor do seu Cabelo’ e ‘Nuvem Cigana’ dão colorido à Primavera. Clássicos que atravessaram gerações (‘Cais’, ‘Caçador de Mim’, ‘Encontros e Despedidas’ e ‘Faca Amolada’) moldam o Outono e continuam pelo Inverno, com ‘Nada Será como Antes’ e ‘O que foi Feito Devera’.

::: SERVIÇO

RIO DE JANEIRO – 3 DE DEZEMBRO, ÀS 20H – PRAÇA MAUÁ

SÃO PAULO – 10 DE DEZEMBRO, ÀS20H – MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA

ENTRADA FRANCA

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

Balzaquiana, bípede, bímano, baixista, boba, bruta, bukowskiana, bacante, bagunçada, beata, biruta.