REVIEW | ‘NASCAR Heat 2’ é apenas para fãs da categoria automobilística – Blah Cultural

REVIEW | ‘NASCAR Heat 2’ é apenas para fãs da categoria automobilística

Lançado em 2017 para as plataformas PS4, Xbox One e PC pela Monster GamesNASCAR Heat 2 é daqueles jogos que chegou sem muito estardalhaço no Brasil. Embora nosso país seja um amante da Fórmula 1, da Indy e de automobilismo em geral, a Nascar nunca pegou tanto por aqui, mas tem um público fiel, é verdade, pois a nossa Stock Car seja uma espécie de “cópia” da corrida americana. Mas é bom destacar também que este game também não é tão caprichado quanto o produzido pela Codemasters.

Leia mais REVIEWS de GAMES

Sendo bem sincero, eu não sou grande conhecedor da categoria automobilística, mas como bom jornalista, fui pesquisar sobre ela. Pelo que pude encontrar NASCAR Heat 2 é um jogo bem completo sobre a categoria. Com pilotos e eventos licenciados, provas e produtos completos, nada do que um fã pode reclamar. Mas esse talvez seja o grande problema do game. Ele é muito voltado para o mercado norte-americano e não tenta popularizar o esporte fora dos Estados Unidos, focando apenas nesse nicho. Ao meu ver, é um erro crasso da desenvolvedora. Sem mais blah, blah, blah, vamos à opinião da nossa equipe:

*A nossa análise foi feita no PlayStation 4

Fique por dentro do MUNDO DOS GAMES

GRÁFICOS

Nesse quesito, NASCAR Heat 2 fica apenas com um OK. Nada que nos deixa boquiabertos, que chamam a atenção, ainda quando comparamos ao já citado F1 2017 e ao Forza Motorsport 7, lançamentos do mesmo ano e que dão um banho em qualidade gráfica nele. Parece até um jogo de um console de outra geração, sem exageros.

ÁUDIO

Aqui não temos problema algum. O áudio segue uma linha bacana, com som dos motores, freadas e batidas bem próximas da realidade. Nisso não há do que reclamar. No entanto, tudo é em inglês, inclusive, não há legendas. Se você não saca do idioma, pode ter dificuldades para entender alguns diálogos. A música que permeia o game, por outro lado, é bem bacana.

CURTA o BLAH! no FACEBOOK

JOGABILIDADE

A jogabilidade, eu diria, é mais arcade, onde a simulação manda, deixando tudo mais disputado – e extremamente difícil. Simulação de danos, pneus, temperatura, óleo e combustível estão fiéis à categoria. São mais ou menos 25 voltas para dois galeões de combustível no máximo; pneus desgastando, fazendo com que perca a aderência ao solo; o óleo subindo e sinalizadores na tela vão fazer a alegria de quem é fã da Nascar.

DIVERSÃO

O jogo segue bem a linha da Nascar, onde as ultrapassagens são difíceis e é preciso lutar desde o começo até o fim para conseguir boas posições (eu sei bem disso!). Nossa, como lutei para me desvencilhar de outros carros e alcançar posições intermediárias. Até para largar era uma dificuldade extrema. Normalmente, sempre saía entre os últimos. Você pode escolher entre os três eventos Monster Energy Nascar, Xfinity Series e NASCAR World Truck Series, com todos os pilotos licenciados, o que é bem legal para quem é fã. A parque chata é que, no modo Carreira, sempre começamos com a categoria Truck, que apesar de a tradução ser para caminhões, são espécie de picapes. Elas são bem lentas, o que irrita um pouco e torna o game um bocado entediante. É preciso, para avançar a outros modos de veículos, evoluir, conseguir patrocinadores, e por aí vai. Mas, para isso, precisa ganhar corridas, dinheiro, o que, convenhamos, não é nada fácil.

ASSISTA ao BLAH! no YOUTUBE

O VEREDITO

NASCAR Heat 2 tem suas qualidades, mas não vale tanto investimento. Se você gosta de jogos de corrida, hã opções bem melhores disponíveis no mercado. Agora, se você é fã de Nascar, esse jogo é quase perfeito. Poderia ter gráficos melhores e áudio (ou pelo menos legendas) em português, é verdade, mas… é o que temos para hoje.

6.8

História

7.0 /10

Gameplay

7.0 /10

Diversão e Imersão

6.0 /10

Gráficos

6.0 /10

Trilha Sonora

8.0 /10

Pros

  • Trilha e áudio agradáveis
  • Jogo bem fiel à Nascar

Cons

  • Dificuldade inicial pode atrapalhar a diversão
  • Apenas para fãs da Nascar
  • Áudio apenas em inglês e sem legendas

Comentários do Internauta

Comentário(s)

Compartilhe

Will, para os íntimos, é jornalista e fotógrafo (ou ao menos pensa que é). Diz que toca guitarra, mas sabe mesmo é levar um Legião Urbana no violão. Gosta de filmes "cult", mas não dispensa um bom blockbuster de super-heróis. Finge que não é nerd.. só finge... Resumindo: um charlatão.